Rota dos Tropeiros | Paraná | BRA

Experiências | Rotas

Paraná

Rota dos Tropeiros

Partida: Curitiba | Deslocamento: 500 km | Destino: Sengés.

Rota dos Tropeiros é uma rota turística no Estado do Paraná, no Sul do Brasil. A rota é proveniente de uma antiga rota do Caminho das Tropas, pela consequência do Tropeirismo no Paraná. Aonde os tropeiros se abrigavam de um dia para o outro, foram se transformando em núcleos, que deram origem as vilas, sendo que muitos desses lugares hoje são cidades. A rota ganhou essa denominação dentro do Paraná, com objetivo de reunir cultura, tradições e história entre os municípios paranaenses, promovendo principalmente o turismo e a integração da região.

História

Com o surgimento do Tropeirismo no Brasil, por volta do ano de 1730, florescia a comercialização de animais no sul do país. O movimento iniciado nos primórdios do século XVIII, permaneceu até a década de 1930, quando encerrou-se o ciclo.

Tradição

Vindo do Rio Grande do Sul, as tropas, no Paraná se deparavam com condições privilegiadas, fartura em campos de pastagens, podendo permanecer até um período de seis meses. O destino final da comercialização de tropas de animais era Sorocaba, o percurso entre o sul e sudeste brasileiro ficou conhecido como Caminho das Tropas, Caminho de Viamão, Estrada do Sul ou ainda Estrada da Mata, mais tarde no Paraná designou-se ‘’’Rota dos Tropeiros’’’, localizada grandemente na região do Campos Gerais do Paraná.

Cultura

Com o passar do anos, o fato de ocorrer as paradas das tropas, que era de grande necessidade, fez que nesses locais estratégicos, surgissem com o passar do tempo, pequenos núcleos populacionais, que iam se desenvolvendo, crescendo, ganhando força, surgindo assim muitas cidades. Embora o ciclo econômico do Tropeirismo tenha dado como encerrado, ainda existe esse comércio e meios de negociações de tropas de animais, principalmente no interior.

Cidades

Arapoti – Balsa Nova – Campo do Tenente – Campo Largo – Carambeí – Castro – Jaguariaíva – Lapa – Palmeira – Piraí do Sul – Ponta Grossa – Porto Amazonas – Rio Negro – Sengés – Telêmaco Borba – Tibagi.

Religiosidade

A crença é uma das características mais marcantes na rota, fazendo que com a fé seja também uma herança dos tropeiros, com diversas edificações religiosas, igrejas, cerimônias, festas, eventos religiosos e atrações. Em 2004, Nossa Senhora das Brotas foi conclamada padroeira da Rota dos Tropeiros.

Gastronomia

A gastronomia tropeira está presente em muitos municípios, até mesmo aqueles que nem pertence a Rota dos Tropeiros, mas por uma razão ou outra, também sofreu influencias. Os principais ingredientes utilizados na culinária tropeira era oriundos da própria região, como o uso de pinhão. A base da comida tropeira era o arroz, o feijão, e a carne salgada desfiada, conhecida também como charque, normalmente era trazida do Rio Grande do Sul. Muitos dos tropeiros utilizavam como bebidas mais comum o chimarrão. Ao anoitecer os tropeiros se reuniam para comer e esperar a noite passar, descansando junto ao fogo, tomando café tropeiro, contando os “causos”, histórias e lendas, acomodando-se para o merecido descanso.

Experiências

Turismo de aventura

Caminhada

6° Maior Cânion do Mundo


Experiências | Rotas

Paraná

Rota dos Tropeiros

Partida: Curitiba | Deslocamento: 500 km | Destino: Sengés.


Registre já seu interesse em participar desta viagem!

Operadora Turística Automotiva


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s